29 outubro 2014

Fabiola: a minha experiência

Faz hoje 16 dias que fui operada e, a cada dia que passa, estou mais contente com o resultado!

Tenho 26 anos e esta foi uma decisão que levou quase 10 anos a ser tomada. Cada vez que chegava mais um Verão (altura em que não dá mesmo para esconder), eu ficava mais decidida a fazer esta cirurgia. Mas eram vários os factores que me faziam não avançar. Medo da operação, do pós-operatório, do resultado, e, claro, o dinheiro.
Ainda por cima, nunca tive a aprovação dos meus pais para fazê-lo, o que também me detinha. Neste Verão, decidi-me!

Sou do Porto, mas vivo em Lisboa, como tal, comecei a procurar um bom médico por aqui. No entanto, o meu pai - apesar de ainda não ser fã da ideia - recomendou-me o Dr. António Conde, por conhecer o seu trabalho e ser de confiança.

Fui ao Hospital dos Lusíadas, no Porto, a uma primeira consulta (70,00€) e gostei logo do médico. Muito simpático e muito prático. Confesso, que até achei demasiado prático, porque eu tinha 25548866552 perguntas e ele explicou-me apenas o essencial. A verdade é que também não precisava saber muito mais.
Expliquei o que queria, mas saí de lá sem saber a quantidade que ia por. Segundo o médio, isso é definido no bloco operatório de acordo com o corpo de cada pessoa. Faz sentido! Só soube que ia ser pela axila e atrás do músculo e que o orçamento era de 4.200,00€.
Nessa mesma consulta ficou marcada a cirurgia para 1 mês depois, dia 13 de Outubro.

Durante esse mês estive em pânico. Tinha milhões de dúvidas, só queria ligar ao médico de 5 em 5 minutos e andei a fazer inquéritos a todas as minhas amigas que já tinham feito esta operação.

Finalmente chegou o dia, fui para o Porto de manha e quando cheguei almocei só sopa, porque tinha que ficar em jejum a partir das 12h00, visto que a minha cirurgia era às 17h00.
Cheguei ao hospital às 15h30, atribuíram-me um quarto, experimentei uns soutiens para o pós-operatório, e às 16h50 fui levada para o bloco operatório. Estava a tremer imenso! Mas foi tudo muito rápido. Fizeram-me umas perguntas, voltei a explicar ao médico o que queria e adormeci.

Acordei no recobro, sem dores. Olhei para o meu peito e achei que ainda não tinha sido operada. Por estar deitada e a ver tudo turvo, pareceram-me iguais. Mas não, tinha 230 gr a mais em cada uma!

Fui para o quarto passado uma hora. Por causa dos drenos, não me conseguia mexer muito, mas sentia-me bem.
No dia seguinte foi pior. Quando me tentaram levantar, fiquei muito tonta e mal disposta. Tive que ficar deitada mais umas horas. A segunda tentativa foi igual, mas tive que forçar. Passado uns minutos melhorei.

Nesse dia fui para casa, ainda com os drenos. Não conseguia fazer nada sozinha. Felizmente tinha a ajuda preciosa da minha mãe.

No dia seguinte, ou seja, 48h depois da cirurgia fui tirar os drenos. Ia cheia de medo, porque toda a gente me disse que era a pior parte. Mas não custou muito. Foi um alívio automático. Comecei logo a mexer-me mais e a ficar mais independente. Puseram-me uns pensos e fui para casa.

Sexta-feira voltei lá para me trocarem os pensos. Sábado voltei para Lisboa.

A partir de sábado, comecei a tomar banho sozinha, mas ainda sem lavar o cabelo, porque me custava muito a levantar os braços.

Segunda-feira, 1 semana depois da cirurgia, fui trabalhar. 

Já comecei a fazer massagens nas mamas e nas cicatrizes e sinto que estão cada vez menos duras. Ainda me custa um pouco a levantar os braços, mas noto melhorias de dia para dia.

Ainda acho que estão um pouco grandes, mas sei que é porque ainda estão inchadas. Segundo o médico, só meio ano depois é que ficam com o tamanho final. Venha o Verão!!!

Recomendo o Dr. António Conde e o Hospital dos Lusíadas, no Porto. Fui mesmo muito bem tratada, são todos muito simpáticos e atenciosos.



Para quem está a pensar fazer, aconselho!! Ontem experimentei o meu primeiro soutien sem enchimento e fiquei com um sorriso de orelha a orelha, muito mais confiante. Vale a pena!!!

2 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns pela tua cirurgia :) também vou ser operada em novembro no porto pelo dr ribeirinho! Ele disse que me ia colocar apenas 220/240 cc mas estou com medo que n seja suficiente! Como e que te sentes relativamente ao tamanho? Estás satisfeita? :) um beijinho grande e as melhoras na recuperação!!

Fabíola Carlettis disse...

Obrigada :) Tenho 1,74m e peso 48kg. Sou muito magrinha, por isso pedi ao médico o mínimo possível, para ficar proporcional. O importante é mesmo isso, ficar proporcional ao corpo de cada pessoa.
Eu estou satisfeita com esta quantidade :)